amigos 3

CARTÃO

AMIGOS3

Google+ Badge

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

365DIAS COM O SENHOR-GWEN R. SHAW


O homem ainda pode comer o pão dos anjos
Leitura bíblica:Salmo 78,23-51

Pão dos anjos os homens comeram...(v.25)


É evidente que não tens razão alguma para me limitar. Posso não somente montar uma mesa no deserto, mas também enchê-la de alimento celeste. Se eu quisesse, poderia te vestir com os trajes de um anjo, ou fazer brotar rosas celestes em teu jardim.
As vestes dos filhos de Israel não se desgastaram durante os 40 anos de sua difícil viagem porque a nuvem de glória velava sobre eles continuamente.
Quando o homem entra na glória de Deus, tudo o que é temporal se transforma em substância eterna; o corpo mortal reveste-se de imortalidade.
Na medida em que te aproximas do céu diminui a distância que separa a mortalidade da imortalidade. Ele se tornará em breve tão reduzido que entrarás na dimensão do enlevamento vivida por Enoque. Quando um homem caminha assim, perto de mim, ele deixa de pertencer ao mundo. Ele não apenas perdeu o gosto pelos hábitos e costumes da terra, mas agora somente consegue viver no domínio do sobrenatural.Ele é como um pássaro que precisa voar, ou como um casulo que se metamorfoseia em borboleta.
Esta metamorfose tem ocorrido atualmente na vida de numerosos filhos de Deus. Eles se alimentam das verdades espirituais, eu lhes revelo os segredos celestes. Sua mesa está plena de alimento angélico, destinada ao corpo e à alma. alimenta tua alma, e teu corpo será fortificado. Pede-me esse pão dos anjos agora.


Postado por Claudia Protti

EVANGELHO DIÁRIO ARAUTOS DO EVANGELHO


Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017.
Santo do dia: Beata Paula Montaldi, virgem
Cor litúrgica: verde
Evangelho do dia: São Mateus 19, 3-12
Primeira leitura: Josué 24, 1-13
Leitura do Livro de Josué:
Naqueles dias: 1Josué reuniu em Siquém todas as tribos de Israel e convocou os anciãos, os chefes, os juízes e os magistrados, que se apresentaram diante de Deus. 2Então Josué falou a todo o povo: 'Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Vossos pais, Taré, pai de Abraão e de Nacor habitaram outrora do outro lado do rio Eufrates e serviram a deuses estranhos. 3Mas eu tirei Abraão, vosso pai, dos confins da Mesopotâmia, e o conduzi através de toda a terra de Canaã, e multipliquei a sua descendência. 4Dei-lhe Isaac, e a este dei Jacó e Esaú. E a Esaú, um deles, dei em propriedade o monte Seir; Jacó, porém, e seus filhos desceram para o Egito. 5Em seguida, enviei Moisés e Aarão e castiguei o Egito com prodígios que realizei em seu meio, e depois disso vos tirei de lá. 6Fiz, portanto, que vossos pais saíssem do Egito, e assim chegastes ao mar. Os egípcios perseguiram vossos pais, com carros e cavaleiros, até ao mar Vermelho. 7Vossos pais clamaram então ao Senhor, e ele colocou trevas entre vós e os egípcios. Depois trouxe sobre estes o mar, que os recobriu. Vossos olhos viram todas as coisas que eu fiz no Egito e habitastes no deserto muito tempo. 8Eu vos introduzi na terra dos amorreus que habitavam do outro lado do rio Jordão. E, quando guerrearam contra vós, eu os entreguei em vossas mãos, e assim ocupastes a sua terra e os exterminastes. 9Levantou-se então Balac, filho de Sefor, rei de Moab, e combateu contra Israel, e mandou chamar Balaão, filho de Beor, para que vos amaldiçoasse. 10Eu, porém, não o quis ouvir. Ao contrário, abençoei-vos por sua boca, e vos livrei de suas mãos. 11A seguir, atravessastes o Jordão e chegastes a Jericó. Mas combateram contra vós os habitantes desta cidade - os amorreus, os fereseus, os cananeus, os hititas, os gergeseus, os heveus e os jebuseus. Eu, porém, entreguei-os em vossas mãos. 12Enviei à vossa frente vespões que os expulsaram da vossa presença - os dois reis dos amorreus - e isso não com a tua espada nem com o teu arco. 13Eu vos dei uma terra que não lavrastes, cidades que não edificastes, e nelas habitais, vinhas e olivais que não plantastes, e comeis de seus frutos.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 135 (136)
- Demos graças ao Senhor, porque ele é bom: Porque eterno é seu amor! Demos graças ao Senhor, Deus dos deuses: Porque eterno é seu amor! Demos graças ao Senhor dos senhores: Porque eterno é seu amor!
R: Eterna é a sua misericórdia!
- Ele guiou pelo deserto o seu povo: Porque eterno é seu amor! E feriu por causa dele grandes reis: Porque eterno é seu amor! Reis poderosos fez morrer por causa dele: Porque eterno é seu amor!
R: Eterna é a sua misericórdia!
- Repartiu a terra deles como herança: Porque eterno é seu amor! Como herança a Israel, seu servidor: Porque eterno é seu amor!
R: Eterna é a sua misericórdia!
- De nossos inimigos libertou-nos: Porque eterno é seu amor!
R: Eterna é a sua misericórdia!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 19, 3-12
- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Acolhei a palavra de Deus não como palavra humana; mas como mensagem de Deus, o que ela é, em verdade! (1Ts 2,13)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo: 3Alguns fariseus aproximaram-se de Jesus, e perguntaram, para o tentar: 'É permitido ao homem despedir sua esposa por qualquer motivo?' 4Jesus respondeu: 'Nunca lestes que o Criador, desde o início os fez homem e mulher? 5E disse: 'Por isso, o homem deixará pai e mãe, e se unirá à sua mulher, e os dois serão uma só carne'? 6De modo que eles já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe.' 7Os fariseus perguntaram: 'Então, como é que Moisés mandou dar certidão de divórcio e despedir a mulher?' 8Jesus respondeu: 'Moisés permitiu despedir a mulher, por causa da dureza do vosso coração. Mas não foi assim desde o início. 9Por isso, eu vos digo: quem despedir a sua mulher - a não ser em caso de união ilegítima - e se casar com outra, comete adultério.' 10Os discípulos disseram a Jesus: 'Se a situação do homem com a mulher é assim, não vale a pena casar-se.' 11Jesus respondeu: 'Nem todos são capazes de entender isso, a não ser aqueles a quem é concedido. 12Com efeito, existem homens incapazes para o casamento, porque nasceram assim; outros, porque os homens assim os fizeram; outros, ainda, se fizeram incapazes disso por causa do Reino dos Céus. Quem puder entender, entenda.'
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor
Comentário do dia por Missal Romano
Bênção dos esposos na cerimónia do matrimónio

«Serão os dois uma só carne»
Deus, Pai santo, que pelo vosso infinito poder fizestes do nada todas as coisas e, na harmonia primordial do universo, formastes o homem e a mulher à vossa imagem e semelhança, dando um ao outro como companheiros inseparáveis, para se tornarem os dois uma só carne, e assim nos ensinastes que nunca é lícito separar o que Vós mesmo unistes; Deus, Pai santo, que no grande mistério do vosso amor consagrastes a aliança matrimonial, tornando-a símbolo da aliança de Cristo com a Igreja; Deus, Pai santo, que sois o autor do matrimónio e destes à primordial comunidade humana a vossa bênção, que nem a pena do pecado original, nem o castigo do dilúvio, nem criatura alguma pôde abolir; olhai benignamente para estes vossos filhos, que se uniram pelo vínculo do matrimónio e esperam o auxílio da vossa bênção: enviai sobre eles a graça do Espírito Santo para que, pelo vosso amor derramado em seus corações, permaneçam fiéis na aliança conjugal.
Nós Vos pedimos, Senhor, que estes vossos filhos permaneçam unidos na fé e na observância dos mandamentos; fiéis um ao outro, sirvam de exemplo pela integridade da sua vida; fortalecidos pela sabedoria do Evangelho, deem a todos bom testemunho de Cristo; acolham sempre com alegria o dom dos filhos, sejam pais de virtude comprovada, possam ver os filhos dos seus filhos e, depois de uma vida longa e feliz, alcancem o reino celeste, na companhia dos santos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, que é Deus conVosco na unidade do Espírito Santo. Ámen!

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

E SE FOR POSSÍVEL- GOTAS DE PAZ

E se possível for, viva sem azedar a alma. Esse jeito nosso de cada dia necessita de mais liberdade, mais sorrisos, mais gentilezas, mais gratidão. Se possível for, transforme as suas dificuldades em motivos de agradecimento, e só carregue com você por essa estrada afora o que for relevante. Se isso não lhe for possível, se os dias maus lhe roubarem tempo, espaço e otimismo, pelo menos se proteja dos sentimentos que possam amargar o seu ambiente, a sua vida e o seu coração.
É tão bacana ser honesto consigo mesmo, é tão bacana saber se respeitar e respeitar os outros, é tão bacana não estragar o clima de quem está bem e de quem possa nos fazer bem também. Respire fundo, comece e recomece, se dê uma oportunidade de fazer diferente, cresça naquilo que te dói e não se oprima pelo vento que sopra forte, afinal, nem sempre ele vem contra, ás vezes sua força é só um aviso de que dias melhores ele vem trazendo. Bons acontecimentos pra nós.

ARAUTOS DO EVANGELHO-ACENDA VELA VIRTUAL ÀS SANTAS CHAGAS DE JESUS

 

EVANGELHO DIÁRIO ARAUTOS DO EVANGELHO

Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017.
Santo do dia: Santa Beatriz da Silva, virgem
Cor litúrgica: verde
Evangelho do dia: São Mateus 18, 21-19, 1
Primeira leitura: Josué 3, 7-11.13-17
Leitura do Livro de Josué:
Naqueles dias, 7O Senhor disse a Josué: 'Hoje começarei a exaltar-te diante de todo Israel, para que saibas que estou contigo assim como estive com Moisés. 8Tu, ordena aos sacerdotes que levam a arca da aliança, dizendo-lhes: Quando chegardes à beira das águas do Jordão, ficai parados ali'. 9Depois Josué disse aos filhos de Israel: 'Aproximai-vos para ouvir as palavras do Senhor vosso Deus'. 10aE acrescentou: 'Nisto sabereis que o Deus vivo está no meio de vós e que ele expulsará da vossa presença os cananeus. 11Eis que a arca da aliança do Senhor de toda a terra vai atravessar o Jordão adiante de vós. 13E logo que os sacerdotes, que levam a arca do Senhor de toda a terra, tocarem com a planta dos pés as águas do Jordão, elas se dividirão: as águas da parte de baixo continuarão a correr, mas as que vêm de cima pararão, formando uma barragem'. 14Quando o povo levantou acampamento para passar o rio Jordão, os sacerdotes que levavam a arca da aliança puseram-se à frente de todo o povo. 15Quando chegaram ao rio Jordão e os pés dos sacerdotes se molharam nas águas da margem - pois o Jordão transborda e inunda suas margens durante todo o tempo da colheita -, 16então as águas, que vinham de cima, pararam, formando uma grande barragem até Adam, cidade que fica ao lado de Sartã, e as que estavam na parte de baixo, desceram para o mar da Arabá, o mar Salgado, até secarem completamente. Então o povo atravessou, frente a Jericó. 17E os sacerdotes que levavam a arca da aliança do Senhor conservaram-se firmes sobre a terra seca, no meio do rio, e ali permaneceram até que todo Israel acabasse de atravessar o rio Jordão a pé enxuto.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 113A (114)
- Quando o povo de Israel saiu do Egito, e os filhos de Jacó, de um povo estranho, Judá tornou-se o templo do Senhor, e Israel se transformou em seu domínio.
R. Aleluia, aleluia, aleluia.
- O mar, à vista disso, pôs-se em fuga, e as águas do Jordão retrocederam; as montanhas deram pulos como ovelhas, e as colinas, parecendo cordeirinhos.
R. Aleluia, aleluia, aleluia.
- Ó mar, o que tens tu, para fugir? E tu, Jordão, por que recuas deste modo? Por que dais pulos como ovelhas, ó montanhas? E vós, colinas, parecendo cordeirinhos?
R. Aleluia, aleluia, aleluia.
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 18, 21-19, 1
- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Fazei brilhar vosso semblante ao vosso servo e ensinai-me vossas leis e mandamentos! (SI 118,135);
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo: 21Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: 'Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?' 22Jesus respondeu: 'Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. 23Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. 24Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna. 25Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e os filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida. 26O empregado, porém, caíu aos pés do patrão, e, prostrado, suplicava: 'Dá-me um prazo! e eu te pagarei tudo'. 27Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida. 28Ao sair dali, aquele empregado encontrou um dos seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: 'Paga o que me deves'. 29O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: 'Dá-me um prazo! e eu te pagarei'. 30Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que pagasse o que devia. 31Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. 32Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: 'Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. 33Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?' 34O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida. 35É assim que o meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão.' 19,1Ao terminar estes discursos, Jesus deixou a Galiléia e veio para o território da Judéia além do Jordão.
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor
Comentário do dia por São Cipriano (c. 200-258)
Bispo de Cartago e mártir
A oração do Senhor, 23-24

«Perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido»
O Senhor obriga-nos a perdoar, também nós, as dívidas aos nossos devedores, tal como Lhe pedimos que nos perdoe as nossas (Mt 6,12). Devemos saber que não podemos obter o que pedimos em relação aos nossos pecados, se não fizermos o mesmo àqueles que pecaram para connosco. Por isso, Cristo diz algures: «É a medida com que servirdes que servirá de medida para vós» (Mt 7,2). E o servo que, depois de ter sido perdoado de toda a sua dívida, não quis, por sua vez, perdoar a do seu companheiro foi lançado na prisão. Porque não quis usar de clemência para com o seu companheiro, perdeu o que o seu senhor lhe oferecera. Cristo estabelece-o ainda com mais força nos seus preceitos, quando decreta: «Quando vos puserdes de pé em oração, se tiverdes alguma coisa contra alguém, perdoai-lhe, para que o Pai que está nos céus vos perdoe as vossas faltas. Mas se não perdoardes, o vosso Pai que está nos céus também não vos perdoará as vossas faltas» (Mc 11,25-26). [...]
Quando Abel e Caim, os primeiros, ofereceram sacrifícios, não eram as suas oferendas que Deus olhava, mas o seu coração (Gn 4,3s): aquele cuja oferenda Lhe agradou foi aquele cujo coração Lhe agradou. Abel, pacífico e justo, oferecendo o sacrifício a Deus na inocência, ensinava os outros a virem, tementes a Deus, oferecer o seu presente no altar com um coração simples, com sentido de justiça, concórdia e paz. Oferecendo com tais disposições o sacrifício a Deus, mereceu tornar-se ele próprio uma oferenda preciosa e dar o primeiro testemunho do martírio. Pela glória do seu sangue, prefigurou a Paixão do Senhor, porque possuía a justiça e a paz do Senhor. São homens assim que são coroados pelo Senhor, e que, no dia do juízo, obterão justiça com Ele.

JOSÉ, MEU AMIGO

José, meu amigo

José, nós te chamamos o justo, o silencioso; eu quero te chamar de MEU AMIGO.
Com Jesus, teu filho e meu Salvador, com Maria, tua esposa e minha Mãe, tu tens teu lugar na minha vida.Tua presença no meu caminho é discreta como teu silêncio; mas eu te conheço bem, com teu olhar atento, teu coração disponível,tua mão segura.
E tu sabes, eu preciso que tu estejas perto de mim, no compromisso de minhas amizades.Tuas dúvidas e tuas hesitações a seguir Maria na sua misteriosa aventura me aproximam de ti.Segura minha mão e conduze-me, quando a sombra e a noite tornam passos incertos. 


Onde está o SENHOR?
Tu que o procuraste, que o encontraste, dize-me onde Ele está?
Dize-me onde Ele está, quando os dias sucedem os dias, sem história, cheios de trabalho e de preocupação,ou de solidão e de problemas. Dize-me onde  Ele está quando a provação e o sofrimento são o pão cotidiano.Dize-me onde está, quando eu não procuro mais, sossegado e satisfeito, bem instalado, no meu conforto, nas minhas facilidades.


Dize-me onde Ele está quando a esperança reanima minha coragem e me convida a caminhar com mais garra. Dize-me onde Ele está, quando meu coração deseja amá-lo, Ele, em primeiro lugar, e os outros, nele, e com ele.Dize-me onde Ele está, quando as pessoas vêm a mim procurar conforto, amizade e alegria. Tu a testemunha perplexa da ação do Espírito Santo, ajuda-me a reconhecer suas maravilhas e a submeter a ele.


Tu, o grande atento a todas as necessidades dos teus, guarda bem abertos meu coração e minha mão.
José, meu amigo, tu partiste sem fazer barulho para a Pátria Eterna, fica bem perto de mim no ocaso de minha vida. Escuta minha oração, aquela jamais esquecida: "Jesus, Maria e José, eu vos dou meu coração, meu espírito e minha vida".
José, meu amigo, ao senhor que me chama, conduze-me, eu te peço, e pede a Ele para me acolher no seu Paraíso. Amém!

terça-feira, 15 de agosto de 2017

LEITURA ORANTE PAULINAS IRMÃ PATRICIA SILVA


LEITURA ORANTE
Mt 18,1-5.10.12-14 - O mais importante no Reino
Posted: 14 Aug 2017 08:00 PM PDT

Preparo-me para a Leitura, rezando ao Espírito, com todos os internautas:.


Espírito Santo 


que procede do Pai e do Filho, 

tu estás em nós, falas em nós, 
rezas em nós, ages em nós. 
Te pedimos: ajuda-nos a fazer espaço às tuas palavras, 
à tua oração, para que possamos conhecer 
o mistério da vontade de Deus na história. 
Acende em nós aquele mesmo fogo 
que ardia no coração de Jesus, 
quando ele falava do reino de Deus. 
Somente tu, Espírito Santo, podes acendê-lo 
e a ti, portanto, apresentamos a nossa fragilidade, 
a nossa pobreza, o nosso coração apagado, 
para que tu o reacendas com o calor da santidade da vida, 
do amor fraterno e da potência do Reino. 
Amém.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia? 
Leio atentamente o texto: Mt 18,1-5.10.12-14 - O mais importante 
Naquele momento os discípulos chegaram perto de Jesus e perguntaram: 
- Quem é o mais importante no Reino do Céu? 
Jesus chamou uma criança, colocou-a na frente deles e disse: 
- Eu afirmo a vocês que isto é verdade: se vocês não mudarem de vida e não ficarem iguais às crianças, nunca entrarão no Reino do Céu. A pessoa mais importante no Reino do Céu é aquela que se humilha e fica igual a esta criança. E aquele que, por ser meu seguidor, receber uma criança como esta estará recebendo a mim. 
- Cuidado, não desprezem nenhum destes pequeninos! Eu afirmo a vocês que os anjos deles estão sempre na presença do meu Pai, que está no céu. [Porque o Filho do Homem veio salvar quem está perdido.] 
- O que é que vocês acham que faz um homem que tem cem ovelhas, e uma delas se perde? Será que não deixa as noventa e nove pastando no monte e vai procurar a ovelha perdida? Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quando ele a encontrar, ficará muito mais contente por causa dessa ovelha do que pelas noventa e nove que não se perderam. Assim também o Pai de vocês, que está no céu, não quer que nenhum destes pequeninos se perca.
Refletindo 
Os que decidem por seguir Jesus Cristo encontram alguns problemas.
O primeiro é a competição. Está na pergunta feita a Jesus: "Quem é o mais importante no Reino do Céu?" E a resposta é dada por Jesus através de uma parábola viva: chama uma criança e a coloca na frente de todos. Diz que se não mudarem de vida e não ficarem como as crianças, nunca entrarão no Reino do céu. Naquele tempo, a criança não era considerada. Era símbolo dos pobres, fracos e humildes, pessoas sem pretensões.
O segundo problema é o julgamento, ou seja, pensar que algumas pessoas estão irremediavelmente perdidas. O pastor deixa as 99 ovelhas que não se perderam e vai procurar a ovelha que se perdeu. Jesus veio ao mundo para salvar o que pensamos estar perdido.

2. Meditação (Caminho) 
Quero seguir Jesus Cristo e para isto jamais poderei deixar-me dominar pelo espírito de competição e pela tentação de julgar. 
Meditando 
Os bispos, em Aparecida, na V Conferência, lembraram também o perigo da globalização. Disseram: "Conduzida por uma tendência que privilegia o lucro e estimula a concorrência, a globalização segue uma dinâmica de concentração de poder e de riqueza em mãos de poucos. Concentração não só dos recursos físicos e monetários, mas sobretudo da informação e dos recursos humanos, o que produz a exclusão de todos aqueles não suficientemente capacitados e informados, aumentando as desigualdades que marcam tristemente nosso continente e que mantêm na pobreza uma multidão de pessoas. O que existe hoje é a pobreza de conhecimento das novas tecnologias e do uso e acesso a elas. Por isso, é necessário que os empresários assumam sua responsabilidade de criar mais fontes de trabalho e de investir na superação dessa nova pobreza." (DAp 62). 

3.Oração (Vida)
 O que o texto me leva a dizer a Deus? 
Rezo 

Oração pelas vocações

Pai de misericórdia,
que destes o vosso Filho pela nossa salvação e
sempre nos sustentais com os dons do vosso Espírito,
concedei-nos comunidades cristãs vivas,
fervorosas e felizes,
que sejam fontes de vida fraterna e
suscitem nos jovens o desejo de se consagrarem a Vós e
à evangelização.
Sustentai-as no seu compromisso de
propor uma adequada catequese vocacional e
caminhos de especial consagração.
Dai sabedoria para o necessário discernimento vocacional,
de modo que, em tudo,
resplandeça a grandeza do vosso amor misericordioso.
Maria, Mãe e educadora de Jesus,
interceda por cada comunidade cristã, para que,
tornada fecunda pelo Espírito Santo,
seja fonte de vocações autênticas
para o serviço do povo santo de Deus.
Amém.
(Papa Francisco, 2016 - 53º Dia Mundial de Orações pelas Vocações)

4.Contemplação (Vida e Missão) 
  Qual meu novo olhar a partir da Palavra?

Hoje, vou olhar as pessoas com olhar de fraternidade e não me permitirei sentimentos de competição ou juízos sobre as pessoas. 

Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém. 
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém. 
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém. 
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. 


Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br

domingo, 6 de agosto de 2017

EVANGELHO DIÁRIO ARAUTOS DO EVANGELHO

Domingo, 06 de Agosto de 2017.
Santo do dia: Transfiguração do SENHOR; Beata Maria Francisca de Jesus Rubatto, virgem
Cor litúrgica: branco
Evangelho do dia: São Mateus 17, 1-9
Primeira leitura: Daniel 7, 9-10.13-14
Leitura da Profecia de Daniel:
9Eu continuava olhando até que foram colocados uns tronos, e um Ancião de muitos dias aí tomou lugar. Sua veste era branca como neve e os cabelos da cabeça, como ló pura; seu trono eram chamas de fogo, e as rodas do trono, como fogo em brasa. 10Derramava-se aí um rio de fogo que nascia diante dele; serviam-no milhares de milhares, e milhões de milhões assistiam-no ao trono; foi instalado o tribunal e os livros foram abertos. 13Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho de homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença. 14Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam: seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 96 (97)
- Deus é Rei! Exulte a terra de alegria, e as ilhas numerosas rejubilem! Treva e nuvem o rodeiam no seu trono, que se apóia na justiça e no direito.
R: Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo.
- As montanhas se derretem como cera ante a face do Senhor de toda a terra; e assim proclama o céu sua justiça, todos os povos podem ver a sua glória.
R: Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo.
- Porque vós sois o Altíssimo, Senhor, muito acima do universo que criastes, e de muito superais todos os deuses.
R: Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo.
Segunda leitura: São Pedro 1, 16-19
Leitura da Segunda Carta de São Pedro:
Caríssimos: 16Não foi seguindo fábulas habilmente inventadas que vos demos a conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, mas sim, por termos sido testemunhas oculares da sua majestade. 17Efetivamente, ele recebeu honra e glória da parte de Deus Pai, quando do seio da esplêndida glória se fez ouvir aquela voz que dizia: "Este é o meu Filho bem-amado, no qual ponho o meu bem-querer". 18Esta voz, nós a ouvimos, vinda do céu, quando estávamos com ele no monte santo. 19E assim se nos tornou ainda mais firme a palavra da profecia, que fazeis bem em ter diante dos olhos, como lâmpada que brilha em lugar escuro, até clarear o dia e levantar-se a estrela da manhã em vossos corações.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 17, 1-9
- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Eis meu Filho muito amado, nele está meu benquerer, escutai-o, todos vós! (Mt 17,5);
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo: 1Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, seu irmão, e os levou a um lugar à parte, sobre uma alta montanha. 2E foi transfigurado diante deles; o seu rosto brilhou como o sol e as suas roupas ficaram brancas como a luz. 3Nisto apareceram-lhes Moisés e Elias, conversando com Jesus. 4Então Pedro tomou a palavra e disse: 'Senhor, é bom ficarmos aqui. Se queres, vou fazer aqui três tendas: uma para ti, outra para Moisés, e outra para Elias.' 5Pedro ainda estava falando, quando uma nuvem luminosa os cobriu com sua sombra. E da nuvem uma voz dizia: 'Este é o meu Filho amado, no qual eu pus todo meu agrado. Escutai-o!' 6Quando ouviram isto, os discípulos ficaram muito assustados e caíram com o rosto em terra. 7Jesus se aproximou, tocou neles e disse: 'Levantai-vos, e não tenhais medo.' 8Os discípulos ergueram os olhos e não viram mais ninguém, a não ser somente Jesus. 9Quando desciam da montanha, Jesus ordenou-lhes: 'Não conteis a ninguém esta visão até que o Filho do Homem tenha ressuscitado dos mortos.'
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor
Domingo, 06 de Agosto de 2017.
Santo do dia: Transfiguração do SENHOR; Beata Maria Francisca de Jesus Rubatto, virgem
Cor litúrgica: branco
Evangelho do dia: São Mateus 17, 1-9
Primeira leitura: Daniel 7, 9-10.13-14
Leitura da Profecia de Daniel:
9Eu continuava olhando até que foram colocados uns tronos, e um Ancião de muitos dias aí tomou lugar. Sua veste era branca como neve e os cabelos da cabeça, como ló pura; seu trono eram chamas de fogo, e as rodas do trono, como fogo em brasa. 10Derramava-se aí um rio de fogo que nascia diante dele; serviam-no milhares de milhares, e milhões de milhões assistiam-no ao trono; foi instalado o tribunal e os livros foram abertos. 13Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho de homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença. 14Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam: seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 96 (97)
- Deus é Rei! Exulte a terra de alegria, e as ilhas numerosas rejubilem! Treva e nuvem o rodeiam no seu trono, que se apóia na justiça e no direito.
R: Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo.
- As montanhas se derretem como cera ante a face do Senhor de toda a terra; e assim proclama o céu sua justiça, todos os povos podem ver a sua glória.
R: Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo.
- Porque vós sois o Altíssimo, Senhor, muito acima do universo que criastes, e de muito superais todos os deuses.
R: Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo.
Segunda leitura: São Pedro 1, 16-19
Leitura da Segunda Carta de São Pedro:
Caríssimos: 16Não foi seguindo fábulas habilmente inventadas que vos demos a conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, mas sim, por termos sido testemunhas oculares da sua majestade. 17Efetivamente, ele recebeu honra e glória da parte de Deus Pai, quando do seio da esplêndida glória se fez ouvir aquela voz que dizia: "Este é o meu Filho bem-amado, no qual ponho o meu bem-querer". 18Esta voz, nós a ouvimos, vinda do céu, quando estávamos com ele no monte santo. 19E assim se nos tornou ainda mais firme a palavra da profecia, que fazeis bem em ter diante dos olhos, como lâmpada que brilha em lugar escuro, até clarear o dia e levantar-se a estrela da manhã em vossos corações.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 17, 1-9
- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Eis meu Filho muito amado, nele está meu benquerer, escutai-o, todos vós! (Mt 17,5);
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo: 1Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, seu irmão, e os levou a um lugar à parte, sobre uma alta montanha. 2E foi transfigurado diante deles; o seu rosto brilhou como o sol e as suas roupas ficaram brancas como a luz. 3Nisto apareceram-lhes Moisés e Elias, conversando com Jesus. 4Então Pedro tomou a palavra e disse: 'Senhor, é bom ficarmos aqui. Se queres, vou fazer aqui três tendas: uma para ti, outra para Moisés, e outra para Elias.' 5Pedro ainda estava falando, quando uma nuvem luminosa os cobriu com sua sombra. E da nuvem uma voz dizia: 'Este é o meu Filho amado, no qual eu pus todo meu agrado. Escutai-o!' 6Quando ouviram isto, os discípulos ficaram muito assustados e caíram com o rosto em terra. 7Jesus se aproximou, tocou neles e disse: 'Levantai-vos, e não tenhais medo.' 8Os discípulos ergueram os olhos e não viram mais ninguém, a não ser somente Jesus. 9Quando desciam da montanha, Jesus ordenou-lhes: 'Não conteis a ninguém esta visão até que o Filho do Homem tenha ressuscitado dos mortos.'
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

sábado, 29 de julho de 2017


A dispensação da graça chegando ao seu fim, o mundo assistirá as primeiras manifestações da minha cólera contra os ímpios, uma cólera que nunca foi vista desde os tempos de Noé. Minha cólera será tão grande quanto tem sido a graça mostrada para com os homens.
Durante dois mil anos tenho retido minha cólera e meus julgamentos contra os transgressores por causa da dispensação da graça e da aliança que fiz com meu Filho. Mas assim como as Nações um dia acabam, os dias da graça estão chegando ao fim e o mundo vai ver a manifestação da minha ira, manifestação que estas gerações jamais pensaram em ver. Será um tempo de surpresas e infelicidades, de grande infelicidade.
Não estou cego aos pecados que os ímpios cometem e me jogam em plena face. Na minha cólera e furor tem sido retidas até que terminem os dias de graça. Declaro agora que eles estão terminando e que é hora de minha cólera se manifestar; ela está apenas começando, e aumentará.
Eu amaldiçoarei o ventre que abortou meus bebês, ele cairá de podre sem que a medicina possa fazer coisa alguma. Amaldiçoarei os sodomitas como fiz no tempo de Sodoma e Gomorra; o fogo e o enxofre consumirão a medula de seus ossos, pois estou farto desses homens, que praticam atos infames uns com os outros.Eles recebem desde já a paga pelos seus pecados(cf. Romanos 1,27).
Não penses que os sodomitas serão os únicos que experimentarão meu furor; minha ira recairá sobre todos os pecados sexuais, todas as perversões, todos os abusos; todas as malversações de dinheiro, os governos e sistemas bancários corrompidos também serão atingidos, pois a cobiça pelo dinheiro macula e destrói a prosperidade das Nações.
Nenhuma Nação deveria ser pobre. Coloquei riquezas suficientes em todas elas para que todos, homens e mulheres e crianças tenham o necessário.É a corrupção e a cobiça das autoridades atuais que têm destruído a economia das nações. Um punhado de indivíduos detêm as riquezas que pertencem a todos.
Amaldiçoarei os bancos da Suíça e do Panamá, que se locupletaram de bens dos bandidos e fraudadores que defraudaram os indefesos. Minha cólera se abaterá também sobre as Nações que ergueram um poderio militar e armamentos capazes de destruir a humanidade.
Em vez de se arrepender de seus pecados, meu povo afia a sua espada, e no entanto nada poderá salvá-lo no dia de minha ira. Os Estados Unidos fazem reservas de armas para se proteger da Rússia, mas não é a Rússia que eles deveriam temer, e sim a mim.E a única arma que pode poupá-los de minha cólera é um retorno completo e sincero a mim, com um verdadeiro arrependimento.
Ó estados Unidos, arrependei-vos agora. Se não vos arrependerdes agora e não me invocardes, os julgamentos preditos pelos profetas de antigamente e dos tempos modernos não tardarão a se cumprir.Pois a cólera e uma profunda indignação têm-se acumulado contra os que não obedecem à verdade e preferem a injustiça.
A paz é fruto da justiça; ela nunca é resultado de discussões infindáveis entre homens que blasfemam, rejeitam a Deus e recusam o Príncipe da Paz.
Este é o começo das dores. Preparai vossos corações meus bem amados, para a manifestação da minha cólera, pois ela virá antes que a Esposa seja levada. Ela já começou a se manifestar. Flagelos já estão acontecendo. Percorrei os campos e dizei às gentes"ninguém vos iluda com palavras fúteis; é isso que atrai a ira de Deus sobre os rebeldes. Não sejais cúmplices destes."(Efésios 5,6-7).



FAZEI VOTOS AO SENHOR, VOSSO DEUS E CUMPRI-OS, VÓS QUE ESTAIS AO SEU REDOR, TRAZEI OFERTAS AO TERRÍVEL.(V.12)


Em hebraico,o verbo "nadar" significa "prometer fazer um voto". Designa o ato verbal pelo qual alguém consagra algo a Deus, em outros termos, pelo qual alguém para realizar uma determinada ação(cf. Gênesis 28,20-22), fazer uma oferenda (cf. Levítico 27),ou se abster de algo por amor de Deus.
Meu filho, vives atualmente em meio a uma geração de gente indiferente que me faz promessas que nunca são cumpridas. Essa gente deforma minhas palavras (cf. Mateus 23,16) de nunca jurar nem pelo céu nem pelo templo. Ouço apenas expressões de blasfêmia. Usar meu nome em vão, sem o menor respeito, é um pecado. Meu nome merece ser honrado.
Em contraste, podes me consagrar por palavras impregnadas de oração e adoração tua  vida, teus filhos, tua casa ou tudo que possuis, pois tudo vem de mim. Eu te dei essas coisas ontem,e posso retomá-las amanhã. Então, saber fazer a entrega é um ato de sabedoria e fé.
Fazer um voto é prometer te entregar a mim, ou dar aquilo que tens ou esperas ter. Como eu poderia te reprovar quando consagras a tua vida e teu coração?
Ou por acaso me ofereceste teu coração pormeio de uma atitude puramente intelectual, recusando-se, ao mesmo tempo, me oferecer tua vida?
Alguns de meus filhos dizem que é pecado fazer votos. Mas se esta interpretação fosse verdadeira, Ana teria cometido um pecado me consagrando o filho que ela ainda não tinha concebido(cf.Samuel 1,11). O mesmo teria feito Abraão que exigiu a promessa do seu servo Eliezer(cf. Gênesis 24,3),
Jacó(cf.Gênesis 28,20), Israel (cf.Números 21,2), Paulo (cf. Atos 18,18) e outros cristãos da Igreja primitiva(cf.Atos 21,23)
Um voto é uma simples promessa. Quando se faz uma promessa aos homens, nem sempre ela é cumprida; mas uma promessa feita a mim é algo sagrado e formaliza um compromisso. É por isso que minha palavra diz:"Quando tiveres feito um voto ao Senhor teu Deus, não demores a cumprí-lo.Pois o senhor teu Deus não deixaria de pedir-te contas, e tu virias cometerum pecado"(Deuteronômio 23,22).
O Eclesiastes(5,3) diz também: "Se prometestes algo a Deus, não demores em cumprir. Não lhe agrada uma promessa insensata; o que tiveres prometido, porém, cumpre-o".
Quando eu disse ao Meu Pai: Eis que venho" eu me comprometia a fazer toda a sua vontade. Foi este o voto que fiz antes de vir a este mundo e que me deu a força de carregar a cruz e ser crucificado.(cf. Salmo 40,8).
Os votos que fazes a Deus te darão força para cumprir sua vontade na tua vida. Sem eles, não poderias levar uma vida consagrada.
Mas esta geração irresponsável e indiferente, não quer assumir a responsabibilidade de se ligar a mim por meio de votos. Ela faz muitas promessas a si mesma, e não faz nenhuma a mim, e cobre a tua indiferença e falta de amor com um véu de interpretação deformada da Sagrada Escritura. Se queres me agradar, levanta-te e faze um voto a Deus hoje mesmo, enquanto meu Espírito repousa em ti, e eu te darei a força de cumprí-lo.




3 de Julho
Não deixes tuas chagas desprotegidas
Leitura bíblica: salmo 77,1-5

No dia da angústia busco o Senhor, a niote toda estendo a mão sem me cansar, e rejeito qualquer consolo.(V.3).

Nunca recuses o consolo. Às vezes alguns de meus filhos recusam trágicamente a graça da consolação que dou.Eles atravessam a vida com feridas que jamais se curam, e o resultado é de uma alma amarga. Eles sofrem, desse modo, durante toda a sua existencia de uma chaga espiritual purulenta.
Alguns insitem em carregar suas dores, levados por um falso senso de dever. Uma mulher chora inutilmente por anos a fio a um marido falecido.
Algumas tradições ensinaram a usar o luto e ela entra assim em um estado de meia-morte.
Outros têm compaixão de si mesmos. Ora, ter dó da própria vida abre uma ferida que não se curae que recusa toda consolação, pois no momento emque a pessoa aceita ser consolada, aceita-se automaticamente a cura.
É precisamente o que aquelas pessoas não querem, porque ignoram que é minha vontade fazê-los felizes, e que eu, o Homem das dores, carreguei seus sofrimentos e dores.(cf. Isaías 53,4).
Eu vou adiante, ofereço o conforto mas eles recusam porque acreditam que quando estão cheios de tristeza se tornam mais agradáveis a meus olhos e recebem assim uma bênção maior no céu.
Bem amado, traz até mim tuas dores, sofrimentos e mágoas. Eu te curarei. O inimigo de tua alma quer que passes a vida na penúria. Não lhes dês ouvidos, e vem a mim agora.Essa ferida purulenta será curada, e não deixará nenhuma cicatriz. Com o contrário, não serás jamais curado.



Mesmo em isolamento, ninguém deve se sentir realmente só. O Ser humano é uma trindade feita de corpo,alma e espírito;alma, espírito e intelecto podem comungar entre si. Não é loucura"falar consigo mesmo". O coração responde às questões que o espírito coloca e reciprocamente pode-se estabelecer uma abençoada comunhão consigo mesmo. Não há discordâncias, nem discussões, nem conflitos de personalidades, nem costumes bizarros quando tu és teu melhor amigo.
Como pensas que meus filhos, aprisionados durante longos períodos podem sobreviver à sua terrível solidão, à separação da família e da sociedade, sem ficarem loucos? Eles aprenderam a entreter-se consigo mesmos e a estabelecer trocas entre seu corpo e sua alma e espírito. Durante longos anos andando errante pelo deserto e durante a sua infância de pastor vivendo sozinho nas montanhas. Davi descobriu esse precioso segredo: ser feliz na sua solidão.
O salmista diz "reflito".Quando o coração está puro e isento do pecado, a comunhão da trindade humana pode ser bela e proveitosa. Amo me aproximar de tal pessoa, de espírito aberto, e me comunicar com ela, pois sei que ela alcançou uma dimensão mais ampla da vida no Espírito, e que ela se libertou dos bens carnais e limitados da inteligência humana e de seus raciocínios habituais.
Os que conhecem esta libertação podem ser considerados doentes pelos psiquiatras. Muito frequentemente estes últimos desconhecem a minha palavra e a grande obra de minha criação.Como podem eles compreender essa maravilhosa verdade quando negam a existência da alma e do espírito do homem? Seus pensamentos são falsos:"Adquire a verdade(pela experiência e pela minha Palavra) e não a vendas".(Provérbios 23,23).